Minha Sutil Opinião - Livros.

Minha Sutil Opinião: Cinquenta Tons do Sr. Darcy – A Paródia

Confesso que, a princípio eu fiquei instigada a saber mais sobre os Cinquenta Tons de Cinza fui saber que raios de história era essa que estava fazendo tanto sucesso com as mulheres no mundo todo.

Confesso também que até cogitei a possibilidade de compra-lo e ler. Mas, confesso por fim, que ao ler apenas algumas páginas aleatórias (umas 10 em média) deste livro, eu decidi que não iria ler, nem tão cedo.
Cinquenta Tons do Sr. Darcy – A Paródia
mr darcyAutor: Emma Thomas
Editora: Bertrand Brasil
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
Imaginem se um dia Elizabeth Bennet e o senhor Fitzwilliam Darcy, a heroína e o príncipe do romance de grande sucesso a quase dois séculos de Jane Austen, Orgulho e Preconceito deixassem de lado toda a compostura e recato para se entregarem a todo o desejo e perversidade tais como os protagonistas Christian Grey e Anastasia Steele do atual bestseller Cinquenta Tons de Cinza.
Eu já estava um pouco no vício da história de Orgulho e Preconceito e ao andar pela FNAC sábado passado com uma amiga, me deparei com a paródia em destaque na loja. Nem precisei ler muito a sinopse para logo adquiri-lo. Digo que li suas 304 páginas em 3 dias.
Acredito que a pessoa que vá ler, não precise ler Cinquenta Tons de Cinza, mas tenha noção do que se trata, mas seria excelente se lesse a história de Jane, afinal todo o enredo deste livro é em cima do romance do século XIX.
Não que o livro seja o melhor que eu tenha lido, isso nem de longe, mas achei muito engraçado e fiquei chocada demais com algumas cenas e falas. A autora soube mesclar muito bem os dois livros e sua proposta era justamente misturar personagens clássicos com a sacanagem ‘moderna’, ou seja, transformar clássicos castos com toda sua polidez, gentilezas e duros olhares da sociedade em algo bem banal, ao limite.
Não sei se os fãs mais ávidos de ambas as histórias ficarão revoltados ou levarão como apenas uma crítica engraçada. Eu como fã de Jane Austen achei bem divertido, chocante, mas nada que me tornasse alguém revoltada. Mas, as fãs do Sr. Christian Grey não ficarão nada satisfeitas ao descobrirem que seu personagem muito másculo e perfeito teve sua sexualidade colocada em questão.
Film Title: Pride and Prejudice.
Enfim, vale a pena ler para dar boas risadas dessa tal moda masoquista. Depois dos vampiros, lobisomens e sadomasoquistas, me pergunto… O que esperamos da literatura agora? Qual será a próxima moda?
Leia um trecho abaixo tirado do livro e entenda o que estou falando:
” – Pois saiba que o senhor é um personagem mal desenvolvido e unidimensional! – reagiu Elizabeth – Cinquenta tons? Está mais para dois: “desesperado por sexo” e “mal-humorado”.
A raiva a tornou verbosa e ela continuou:
– Quem, eu lhe pergunto, quem, com 27 anos, controla uma companhia global multimilionária apenas atendendo ao telefone ocasionalmente e dizendo “Fale com Peters” e “Pegue isso lá na terça-feira”? O que o senhor faz na prática? Além disso, que heterossexual tem músicas de Nelly Furtado no Ipod, para não mencionar o fato de ach=a-las uma trilha sonora adequada para uma sessão de sexo sadomasoquista?
– Srta. Bennet, – interrompeu o sr. Darcy com a voz fria – creio que esteja discutindo o livro errado. Elizabeth se deteve. – O senhor está certo, sr. Darcy – respondeu ela com seriedade. – Neste ponto, rogo-lhe que me perdoe. É bastante confuso estar em uma mistura de dois romances tão diferentes.”
Anúncios

2 comentários em “Minha Sutil Opinião: Cinquenta Tons do Sr. Darcy – A Paródia

  1. Não conhecia esta paródia e fiquei bastante curioso, vou procurar. Muito porque também sou fã da Jane Austen, como já te falei.
    Quanto a moda sadomasoquista literária, o problema não é o tipo de livro e sim o conteúdo. Muito tempo antes de surgir um E. L. James, já existia um Marquês de Sade ou uma Anäis Nin com livros mil vezes mais bem escritos. O verdadeiro problema é o público leitor, em geral, rebaixar-se a livros de textos leves e diretos, que pouco surpreendem e são rápidos e fáceis de ler. Acho uma boa porta de entrada para o mundo da literatura, mas não para ficar para sempre nisso.

    1. Como disse, não li Cinquenta Tons e não tenho muito curiosidade. Do que eu vi eu realmente achei tudo muito simplório, direto, o que faz as coisas perderem a graça. Talvez pra quem está começando a ler seja interessante, mas para quem já tem uma boa experiência literária, fica muito a desejar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s