Minha Sutil Opinião - Livros.

Minha Sutil Opinião: Um Dia.

Para sair um pouco do especial do Dan Brown e aproveitar que hoje é Valentine’s Day, estou postando sobre um livro que terminei na semana passada e é voltado para os vários jeitos de amar. Ainda hoje teremos um post musical também comemorando esta data especial pelo mundo! J

Um Dia
filme-um-diaAutor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
O dia 15 de julho de 1988 ficará marcado para sempre na vida de Emma Morley e Dexter Mayhew. No dia da formatura aconteceu algo realmente especial entre eles e que ficaria gravado em suas memórias por muitos anos.
Ambos sabiam que no dia seguinte iriam seguir caminhos muito diferentes. Mas tudo que aconteceu foi tão importante e bonito que um simplesmente não pôde esquecer o outro e durante mais de vinte anos o dia 15 de julho é narrado de acordo com o que acontece na vida de ambos, ano a ano.
Os dois viverão experiências incríveis de muito amor, paz, muita tristeza, decepções e lágrimas,  que tudo que conversaram e sonharam naquele mesmo quarto universitário no dia 15 de julho de 1988, fosse apenas…sonhos ou talvez, com muita dedicação, pudesse se tornar real, mas que a vida é muito além de projetos. É preciso realiza-los.
Bem, pelas críticas que vi e o quanto ele ficou famoso no Reino Unido eu realmente achei que era um livro incrível. O conceito é bem legal do autor descrevendo o que acontece na vida de ambos no mesmo dia 15 de julho a cada ano, mas ao mesmo tempo muitas expectativas são desmanchadas justamente por você saber que naquele capítulo não haverá dia seguinte e sim, ano que vem.
A Emma por diversas vezes me irritou muito por justamente parecer ser uma mulher tão confiante e determinada quando muitas vezes tinha a autoestima realmente baixa, não acreditando em seu potencial ou em suas qualidades, que eram até muitas. Por quantas e quantas vezes Dex dizia o quanto ela era linda e ela nunca acreditava.
imagem_filme_um_dia
Dex é o típico boêmio que acredita que a vida seria da forma que ele desejasse que ela fosse. Que ele moldaria o futuro e nada teria consequência. A vida de Dex eu realmente achei bacana porque tudo que ele fez, todos seus atos tiveram retorno, positivo e negativo. A vida realmente ensinou a ele que nada é tão fácil assim.
Como um todo, eu não senti o que eu realmente achei que sentiria com toda a história e o final. Não fui tocada pela história deles e nem, de certa forma, pelo triste fim das personagens. Achei interessante o fator de um dia a cada ano, mas muita coisa ficou perdida e até confusa.
Como um todo, não apreciei. Esperava bem mais.
O livro ganhou adaptação para o cinema em dezembro de 2011 com Anne Hathaway e Jim Sturgess e o roteiro foi escrito pelo próprio autor do livro.
tumblr_lsm0khtqv91r00ehao1_500
Não assisti o filme ainda, mas pelo trailer parece ser bem jus ao livro, e sei lá, talvez com a emoção da interpretação dos atores, a história me deixe ‘tocada’, coisa que o livro não conseguiu.
Pra mim, só não foi pior que Querido John, porque esse bate recorde no quesito ruim, mas não é nem de longe um dos que eu mais gostei. Decepcionei.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s