Minha Sutil Opinião - Livros.

Minha Sutil Opinião: A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça.

Depois de alguns dias sem postar, estive um tanto ocupada e pra fazer um post meia boca só pra deixar o blog atualizado, pra mim, não é válido. Sendo assim, prefiro esperar ter algo legal pra trazer pra vocês.

Recentemente comprei outra leva de livros bons e baratos, principalmente, e dentre esses livros havia um que é um clássico da literatura internacional e sua capa trás até um ar infantil. Fazia muito tempo que eu não lia clássicos e nem sou tão acostumada a fazê-lo, mas este valeu a pena.
A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça
106327_184428_20110817160639Autor: Washington Irving
Editora: Leya – Barba Negra
Categoria: Literatura Estrangeira / Ficção Científica
Em meados de 1799, Ichabod Crane é um excêntrico professor que saiu de sua cidade natal, Connecticut, para lecionar no condado de Sleepy Hollow, uma cidade cercada por fazendas e florestas e marcada por antigas lendas de guerra e até místicas tais como bruxas e também sobre o mais temido cavaleiro existente por aquelas bandas.
Ichabod não tem muito dinheiro e por isso passa dias nas casas de seus alunos se alimentando e dormindo, embora ele também ajude nos afaveres da residência.
Seu sonho é se casar Katrina Van Tassel, uma linda moça filha do fazendeiro Balt Van Tassel, um homem de grandes posses, o que deixar Ichabod com ainda mais desejo por se casar com a moça que aparenta corresponder a seus galanteios.
Mas, o Hessiano Galopante parece querer dificultar seus planos. O Cavaleiro sem Cabeça é tido como uma das maiores lendas locais e dizem que é um homem que perdeu a cabeça durante a guerra por uma bala de canhão e desde então ele vive perambulando a noite a procura de sua cabeça perdida. Coitados daqueles que acabam tendo um encontro com esse cavaleiro da noite.
Bem, como dito, fazia muito tempo que eu não lia um clássico, acho tanto que as últimas vezes que li foi pro vestibular, aquela coisa meio obrigada. Enfim, comprei este livro por dois fatores: o primeiro pelo valor, estava barato a primeira vista e segundo por que eu vi o filme e já sabia da história, imaginei que o livro seria bem legal.
sleepy-hollow-3
Bem, é legal, mas eu esperava mais. A narrativa é muito boa e o autor é bem divertido. A principio achei que o narrador era alguém que não era de interagir com o leitor e nem se intrometer muito na história, mas ele é daqueles que parece estar contando uma história corriqueira e estivesse frente a frente com você.
Adorei as ilustrações ao decorrer do livro, algumas são de duas páginas, em tons escuros que dão bem aquele ar sombrio, o que é necessário para este tipo de história.
O final é bem narrado e até dá um pouquinho de aflição quanto a perseguição e ao mesmo tempo em que eu achei legal eu não gostei tanto. Queria que a história fosse maior e o final tivesse mais detalhes, mas também foi algo interessante.
É um bom clássico, diferente de outros que eu não gostei nada.
Um livro curto, apenas 72 páginas que dá pra ler em praticamente um dia. Tem uma capa muito bonita e colorida, como se fosse uma versão infantil.
59686_Papel-de-Parede-A-Lenda-do-Cavaleiro-sem-Cabeca-Sleepy-Hollow--59686_1024x768
A história clássica ganhou uma versão cinematográfica muito bacana e feita nada mais nada menos por Tim Burton e tendo o grande Johnny Depp como o nosso professor Ichabod, mas diferente da história do livro, Ichabod está na cidade para desvendar uma série de misteriosos assassinatos onde todas as vítimas são decapitadas. Tudo crê que o assassino é nada mais nada menos que o Cavaleiro sem Cabeça.
Foi lançado em 1999 e ganhou prêmios como o Oscar de melhor direção de arte e foi indicado a melhor fotografia e figurino.
Foi indicado também na categoria de melhor vilão com Christopher Walken no MTV Movie Awards.
Anúncios

4 comentários em “Minha Sutil Opinião: A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça.

  1. É como eu havia te dito: o livro não é ruim, mas não surpreende em quase nada. A Disney fez uma versão um tanto quanto fiel ao livro (http://www.youtube.com/watch?v=B9TsZGn7u1E – o segmento começa no minuto 36), vale a pena conferir para fazer umas comparações. Eu esperava me assustar mais e mesmo meus filhos – sim, eu li para eles…rs – não gostaram. Abraços!

  2. Concordo com você, por isso disse que gostei e ao mesmo tempo não gostei do final. rs

    Eu gostei da versão do Tim Burton, ele dá um ar muito mais intrigante e mais temeroso, beeem mais do que o livro.

    Obrigada pelo comments Tiago! 😀

  3. Oi Paula :DD Desculpe meu sumiço 😦 Estive em semanas de provas na faculdade ¬¬
    Bom, nao sabia que o livro era curtinho assim, estranho um classico curto né? heheheh
    Tb faz tempo que nao leio classico, pra ser sincera … eu nao curto tanto classicos :///
    Mas esse eu fiquei curiosa pra ler.

    Beijocas

    1. Imagina Rapha! Agradeço demais pela visita!

      Sim, é um livro bem do curtinho e acho que paguei caro pelo tamanho dele. ¬¬

      Também não sou fã de clássicos, principalmente brasileiro. :X… :p

      Bjs linda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s