Minha Sutil Opinião - Livros.

Minha Sutil Opinião: Praga Imortal.

Fui o segundo blog escolhido pela Vivi do blog Devoradores de Histórias para ler e fazer uma boa resenha do primeiro Booktour que participo. O livro escolhido foi Praga Imortal, uma segunda edição do livro lançado pelo brasileiro Ben Green.

Praga Imortal
PRAGA_IMORTAL_1351342577PAutor: Ben Green
Editora: Senhor da Lenda
Categoria: Suspense/Sobrenatural
Passada nas colônias francesas em terras brasileiras, a história de Praga Imortal tem como protagonista o muçulmano Muhammed , filho de mãe muçulmana com pai francês, o homem vem morar no Brasil depois do falecimento de seu querido pai. Com ele vieram a jovem e bela pianista Irene e sua mãe.
No outro ponto temos o Conde de Leon, um cavaleiro de um passado traumatizante. Perdeu os pais ainda muito jovem por criaturas horrendas que ainda hoje assombram sua vida, os malditos vampiros. Sendo Jean jurou que parecia a vida a extermina-los para vingar a morte de seus entes queridos.
Entre eles surge uma jovem burguesa muito talentosa e delicada que trará grandes emoções e problemas a vida de ambos os homens que até então, eram grandes amigos.
Vampiros, paixões, traições, preconceito e intrigas marcarão este livro.
A princípio a história se mostrou bastante interessante já com a cena da morte dos pais do Conde de Leon por uma criatura bem horrível. A morte de ambos foi bastante feia e deu uma grande dramaticidade logo no começo.
Depois a história foi se perdendo e até então o que eu achava foi também se perdendo com decorrer do livro, pois eu acreditava que ele falava de um determinado assunto e acabou que o foco era outro. O que me deixou bastante decepcionada já que eu esperava algo bem mais para o lado terror e suspense do que pro lado afetivo. Claro, que teve algumas cenas bacanas, mas ainda sim o todo não ficou tão legal.
As personagens também não me agradaram. Muhammed a princípio parecia um homem mais firme quanto suas ideias, objetivos e ao se apaixonar parece que ele perdeu todos os princípios, mas ao invés de lutar ele ficava bebendo e se lamentando e mesmo diante de cenas até um tanto ‘vergonhosas’, ele apenas chorava e se entristecia por seu mal destino, o que o tornou um personagem lamentável por si só.
A burguesa não era obrigada a ser uma mocinha por completo, mas ela se mostrou uma grande egoísta, uma pessoa um tanto baixa e que não dá a mínima para os outros e nem ao menos agradece o esforço alheio. O pior é que ainda tem um final feliz, o que eu odiei.
Praga Imortal
De todos, por mais erros que cometesse a melhor personagem foi a pianista Irene, que se mostrou firme no momento que precisou de sua firmeza e que realmente parecia humana, que tinha suas mudanças ‘normais’ de humor e teve um final digno.
Gostei bastante das palavras em francês que eram inseridas ao decorrer das falas, mas não gostei a todo o momento da referência aos seios das personagens que alguns momentos pareciam ter mais foco do que elas.
No total foi uma história decepcionante porque o real foco da história, que se dá a impressão que são os vampiros, na verdade não é. E ainda ficaram algumas coisas um tanto incompletas, não foi um final com tudo bem explicado e em seu devido lugar.
Anúncios

4 comentários em “Minha Sutil Opinião: Praga Imortal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s