Experimente Ouvir - Música

Experimente Ouvir: Seether.

Depois de séculos não fazendo nenhum post de música, finalmente tive a inspiração e tempo necessário pra postar sobre algumas bandas bacanas pra vocês. Eu estava com vontade de comentar sobre esta banda há muito tempo porque acredito que ela realmente mereça a atenção de vocês. O grunge está de volta! Confira!

Seether
Seether
A banda surgiu no final dos anos 90 na cidade de Pretória, na África do Sul. Três garotos decidiram se reunir para formar uma banda de rock. O objetivo era criar uma banda como passatempo, tocar em alguns bares, se divertir. Os garotos eram Shaun Morgan, Thomas Morris e David Cohoe. De um simples passatempo, a banda foi ficando conhecida e por consequência, sua popularidade aumentou muito.
A banda ainda se apresenta com o antigo nome, Saron Gas e no ano 2000, já gravaram o primeiro cd, chamado Fragile.
Com o sucesso crescendo a cada dia mais, a banda foi chamada por uma gravadora americana para a gravação de um primeiro disco oficial, mas não com o nome de Saron Gas, visto que este já estava registrado. Foi assim que surgiu o Seether.
Neste mesmo ano o baixista Thomas Morris deixou a banda e foi substituído por Dale Stewart, que segue na banda até hoje.
Em 2002 o álbum Disclaimer foi lançado e a banda não parou mais de fazer turnês. Sua popularidade cresceu tanto que foram chamados para abrir os shows do Evanescence. Foi lá que o vocalista Shaun conheceu Amy Lee e os dois passaram a namorar. Esse namoro não só gerou amor para ambos, mas fama mundial ao Seether.
Em 2004 o Seether foi convidado a fazer uma música para a trilha sonora do filme The Punisher. Shaun então decidiu pegar a música Broken, do já lançado Disclaimer e fazer uma versão muito mais pesada para o filme e chamou Amy Lee para a parceria.
A música fez um sucesso gigantesco e foi lançada em uma segunda versão do primeiro álbum, que continha muitas músicas do primeiro, mas com uma levada muito mais pesada. O Disclaimer II foi um sucesso.
Em 2005 a banda confirmou sua carreira de peso com o lançamento do álbum Karma and Effect que estreou em 8° lugar na US Billboard entre os 200 melhores discos do momento e ganhou também o Disco de Ouro nos Estados Unidos e Canadá.

Com sua levada post-grunge e nu metal, o Seether se confirmou como uma banda de ótima qualidade e já tem 7 álbuns lançados. O último chamado Holding Onto Strings Better Left to Frayde 2011.

Como conheceu?
Assim como muitas outras pessoas daquela época, Broken foi algo avassalador. O clipe não saia mais da MTV e o fato de ter Amy Lee cantando, só deixou aquele música ainda mais famosa, justamente no também auge do Evanescence. Era uma febre.
Minha tia se apaixonou pela música e eu nem fazia ideia do cantor ao lado de Amy, tanto que ela me perguntava se era o Scott Stapp que cantava (vocalista do Creed). Eu sabia que não era ele, mas o cantor ao lado da vocal da Evanescence era totalmente desconhecido pra mim.
Seether-album-cover-seether-30713366-474-475
Foi quando ela comprou o cd que tudo mudou. Não só como comprou, mas ter me dado, já que não curtiu muito as demais músicas.

Seether foi um conhecimento incrível na minha vida. Tanto que apresentei a algumas amigas no colégio e ficamos fascinadas com aquele som. Com o cd seguinte não foi diferente e Remedy, single de Karma and Effect se tornou um vício para nós.

Porque ouvir?
Pra uma fã de grunge como eu, não poderia existir descoberta melhor. Ainda mais a junção do post-grunge com o nu metal, uma de outras paixões, foi a confirmação de uma banda perfeita pra mim.
É um som pesado, gostoso demais de ouvir. Não se limite ao amor despedaçado de Broken, nem em sua versão original e muito menos com a Amy Lee. É uma música legal, mas não demonstra nem 1% do que o Seether tem pra mostrar.
O Disclaimer II é a versão das músicas do primeiro álbum, mas muito mais pesadas, de letras fortes, de gritos fortes, de atitudes fortes. A voz a lá Creed do Shaun deixa a música com mais identidade. Você pode conhecer mil cantores com esse tom de voz, mas só o Seether sabe dar a identidade a sua banda e ao seu estilo de tocar.
Veja abaixo duas ótimas músicas da banda e por fim, Broken, caso você não se lembre dessa música.
“Na noite passada eu vi aquela graciosa rainha Vi ela pintar seu rosto. Eu quero ser aquela revista que ela baseia sua vida. Quero provar mensalmente seu sangue, quero recever de alguém seu amor, quero pegar um pouco de gasolina e queimar a casa pra baixo.” – Gasoline
“Frágil, a pele está seca e pálida, a dor nunca falhará e assim nós voltamos ao remédio. Grampeie as asas que te levam às alturas, apenas deixe-as onde estão e diga a você mesmo: “Você será a minha morte”.” – Remedy
“O pior já passou e nós podemos respirar de novo. Eu quero te abraçar bem forte, você tira a minha dor. Há muita coisa deixada de aprender, e ninguém contra quem lutar. Eu quero te abraçar bem forte e roubar sua dor porque eu fico em pedaços quando me abro e eu não me sinto como se eu fosse forte o bastante.” – Broken
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s