Minha Sutil Opinião - Livros.

Minha Sutil Opinião: O Escolhido.

Último livro da série da família Wherlocke, finalmente terminou. Li os três primeiros seguidamente, depois que fui descobrir que tinha um quarto livro. ¬¬

A história não muda muito das anteriores, a diferença principal que agora o principal é um homem, Argus Wherlocke, parente de Chloe, Penelope e Alethea de A Vidente, A Sensitiva e A Intuitiva.

O Escolhido
O escolhidoAutora: Hannah Howell
Editora: Lua de Papel
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
Em um belo dia na Inglaterra do século XVIII, Lady Lorelei Sundun estava tomando sol quando um homem nu apareceu em seu roseiral. Ao invés de gritar ou pedir socorro, Lorelei ficou fascinada por aquele homem e oferece ajuda a ele. Ela nunca ouvira falar da família de Argus Wherlocke, nem os dons especiais comuns entre os membros daquela família.
Lorelei então se arrisca para salvar aquele homem, entrando em um perigoso jogo de perseguições, pondo até mesmo sua vida em risco. Argus logo descobre que aquela jovem é a sua única esperança de salvação. O desejo de ambos pode ser a arma mais eficaz para combater seus inimigos.
Fazia um bom tempo que eu tinha terminado os três primeiros livros da série, mas ainda sim lembrava o padrão da história. No caso dos primeiros, tínhamos mulheres como protagonistas, desta vez temos Argus como principal.
Argus é prisioneiro de homens que acreditam que podem roubar seu dom a fim de aplicar em grandes golpes. O homem tem o poder de persuadir as pessoas a fazerem o que ele quer apenas de olhar em seus olhos. Mas, ele consegue pedir ajuda da jovem Lady Lorelei, que sem exitar, vai a buscar do homem e acaba claro, se apaixonando perdidamente por ele.
Temos todo o perigo e as ameaças a família Wherlocke como pano de fundo do amor entre os dois. Como sempre, uma paixão fulminante arrebata ao casal principal. Argus, como sendo o protagonista tem mais iniciativa e logo de cara se leva pelos desejos e agarra Lorelei sempre que pode, mas neste caso, a jovem não faz charme e sempre se entrega ao homem sem se importar com o que vão falar. A honra nunca importa nessas histórias. Nunca.
Todo esse amor seria perfeito se Argus não quisesse se casar de forma alguma. Ele tem trauma porque praticamente todos os casamentos em sua família fracassaram miseravelmente. O que Lorelei irá fazer? Será uma mulher perdida ou conseguirá o total amor desse homem?
Eu achei o livro muito longo. Ela se estendeu mais do que o necessário e o livro acabou se tornando um tanto monótono. Sim, teve muito mais ação que os primeiros, mas ainda sim se tornou um tanto chato. Fora que toda a resistência de Argus quanto ao matrimônio me irritava demais. Ele queria a Lorelei como amante e não hesitava em tê-la, mas ainda sim não a levava a sério. Um homem um tanto canalha eu diria, não importando os motivos.
Enfim, o mais longo livro da série, mas não me agradou nem 50%. Esperava muito mais e cansei um pouco desse padrão de romances de época, por isso atualmente estou investindo em histórias infantis, logo logo aqui no blog. J
Anúncios

Um comentário em “Minha Sutil Opinião: O Escolhido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s