Minha Sutil Opinião - Livros.

Minha Sutil Opinião: Percy Jackson e os Olimpianos – O Ladrão de Raios.

Olha eu aqui novamente meus queridos!

Acabei de ler este livro e já vim correndo transforma-lo em resenha enquanto ainda está fresco em minha memória. É sério, terminei faz uns 10 minutos.

Esta série é muito famosa, mas eu sinceramente nunca me interessei muito. Assisti o filme bem na época de lançamento e achei apenas um nível aceitável de uma história de aventura ambientado em um conceito diferente de histórias, até então não me recordo de nenhuma outra envolvendo mundo atual e Deuses Mitológicos.

Tinha adquirido o box com os quatro primeiros livros faz quase um ano e não li. Até assisti o Mar de Monstros faz meses e só agora tive a iniciativa de finalmente ler Percy Jackson.

O Ladrão de Raios


o-ladrao-de-raios1Autor: Rick Riordan

Editora: Intrínseca

Categoria: Literatura Estrangeira / Romance / Aventura / Infanto-Juvenil

Perseu, ou melhor Percy Jackson é um garoto de apenas 12 anos que por todo sua curta vida teve o status de ‘rebelde’. Praticamente sendo expulso todos os anos letivos a cada escola que estudava, o jovem rapaz acabava arrumando confusão mesmo não sendo culpa dele.

Não era muito bom nos estudos, tinha dislexia e ninguém acreditava que ele realmente era inocente das confusões que acabava metido.

Sua vida muda quando experiências estranhas com monstros mitológicos passam a rodar seu dia-a-dia e por fim ele descobrir que é filho de um Deus Mitológico. Como isso seria possível?

Os Deuses só não existem, como também descem a Terra e procriam com seres humanos, gerando meio-sangues. Esses, dificilmente chegam a fase adolescente visto que monstros sempre estão a sua caça.

Não bastando sua vida ter mudado drasticamente, um artefato muito importante foi roubado e o próprio Percy está sendo acusado de ser o ladrão, sendo assim, ele sairá em uma missão cheia de aventuras para provar a sua inocência diante dos Deuses do Olimpo.

Diferente do filme onde encontramos um bando de adolescentes ‘rebeldes’, lá pela faixa dos 15, 16 anos, nos livros encontramos crianças de apenas 12 anos que ainda estão saindo da inocência e entrando na adolescência.

Percy Jackson, é um jovem considerado problemático devido as confusões que acaba arranjando em todas as escolas por onde passa, mas ele nem desconfia que a culpa de tudo isso era seu meio sangue divino. O rapaz não tinha ideia de quem era seu pai até por fim ele e sua mãe quase serem assassinados por um monstro mitológico, um minotauro. E ele ainda descobre que seu melhor amigo, era um sátiro que estava vigiando o e tentando protegê-lo durante todo o tempo.

Então tudo finalmente em sua vida ganha sentido, porém o ráio principal de Zeus foi roubado e a culpa cai justamente no ‘meio-sangue’ novato que até uns dias atrás ainda vivia na ignorância de ser um humano rebelde.

percy-jackson-e-o-ladrc3a3o-de-raios-1

Para limpar seu nome, Percy conta com a ajuda da filha de Athena, Annabelle e seu sátiro e amigo protetor Grover, tentando sobreviver durante quase 10 dias, seu prazo para encontrar o artefato perdido de Zeus e ser inocentado.

O livro me surpreendeu de forma bastante positiva. Mesmo eu não tendo mais a mesma idade do personagem principal, aliás, praticamente 10 anos a mais que ele, o livro não se mostrou algo bastante infantil. Não sei como eu reagiria ao ler Harry Potter hoje, mas na época em que li, ainda criança, foi o momento perfeito.

Com Percy Jackson felizmente não houve essa questão de idade, consegui entender o livro perfeitamente além de que sua história me prendeu por vários momentos.

E agora sei como os fãs dos livros se sentiram ao ver o filme. Realmente há uma perda de detalhes impressionantes, se tornando algo bem superficial, além de que muita coisa importante foi tirada ou mudada drasticamente. Seus filmes são decepcionantes.

Os personagens são bem mais carismáticos. Percy realmente é uma criança, mas ainda sim é corajoso na medida certa, tem seus medos como qualquer pessoa de sua idade. Annabelle é muito mais inteligente e amigável, mostrando que entre ela e Percy nasce uma amizade muito verdadeira, nada além disto até o momento.

rick-riordan2

E Grover, além de ser o personagem engraçado, mostra seus medos, dúvidas, seus fracassos, mas ainda sim luta para proteger seus amigos.

O final é muito bacana e deixa a abertura perfeita para uma continuação.

Amanhã já começo O Mar de Monstros e estou ansiosa!

Até mais!

Anúncios

2 comentários em “Minha Sutil Opinião: Percy Jackson e os Olimpianos – O Ladrão de Raios.

  1. Eu tenho 21 anos, comecei a ler PJO com uns treze ou quatorze, primeiro vi o filme e amei, mas quando li o livro, em fim já li as séries pjo e hdo mais de uma vez, sempre me emociono e não enjoo, já li os ebooks o filho de sobek e o cajado de seráphis estou aguardando ansiosamente pela nova série sobre os deuses de asgard. Em breve escreverei sobre Percy em meu blog e o que mais me fascina na escrita do Rick Riordan.
    Parabéns

    1. Obrigada pelo comentário Jhosis. Infelizmente eu já fui ler a série um tanto ‘velha’, mas antes tarde do que nunca né? Depois me passa o link do seu blog para eu conferir esta matéria.

      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s