Minha Sutil Opinião - Livros.

Minha Sutil Opinião: BookTour – Cordeluna.

Olha eu aqui novamente, chegando com mais uma resenha pra vocês queridos. Desta vez vamos comentar sobre o livro que li na participação de um BookTour, fazia bastante tempo que eu não participava de um. O mesmo foi promovido pela Editora Biruta e a sinopse me chamou bastante atenção.

Cordeluna

cordelunaAutora: Élia Barceló

Editora: Biruta

Categoria: Literatura Estrangeira/ Romance/ Histórico / Infanto-Juvenil

Há mais de mil anos a vida de um casal foi marcada por muito amor, mas também por muita desgraça e por fim uma maldição, tão poderosa que condenou suas almas eternamente. Os amantes iriam reviver vezes e vezes porém a maldição sempre os atormentaria. Porém no nosso século mais uma chance é dada a essas pobres almas e talvez dessa vez haja um jeito de a maldição por fim ser destruída e libertar os amantes desgraçados. O cavaleiro destemido e a dama indefesa, separados pela madrasta cruel.

A história é passada na Idade Média, no período da guerra entre os cristões e muçulmanos, chegando até os dias atuais. Toda uma incrível história de amor que tem em comum uma poderosa espada, Cordeluna é a sua desgraça e sua salvação.

A história tem como personagem principal o jovem Sancho, rapaz jovem e viril que segue e serve a seu comandante El Cid nas incríveis batalhas por conquistas de terra contra os muçulmanos no século XI. Sancho ganha de seu pai uma espada incrível, que lhe dá uma força fora do comum durante a guerra e parece ter sede de sangue.

Na volta para casa Sancho conhece Guiomar, condessa de Peñalba e os dois se apaixonam perdidamente, no entanto, por serem de posições muito diferentes na sociedade, eles se casam as escondidas e esperam até que o rapaz tenha grandes conquistas durante a guerra e obtenha um título onde ninguém os recriminaria pelo casamento consumado.

Porém os dois são impedidos de serem felizes visto que a madastra de Guiomar, Brianda, que também era apaixonada por Sancho jogam-lhe uma terrível maldição.

A história chega ao século XXI onde Sérgio e Glória, dois jovens estudantes de artes cênicas que estão isolados em um mosteiro muito antigo junto com seus amigos afim de fazerem um documentário da faculdade a respeito da história de El Cid. Os dois se apaixonam à primeira vista porém Bárbara, a professora do projeto que tem uma queda por Sérgio, não fica nada contente com esse possível namoro dos dois e fará de tudo para separa-los. Coincidência?

Destaque-Bookeando-Cordeluna-Élia-Barceló

A história é muito bem contada, a escritora adiciona importantes fatores daquele século, os personagens, costumes, tradições, detalhes da guerra entre os dois povos. Tudo referente ao passado foi muito bem feito e a história é típica entre casais que se apaixonavam e por problemas na posição social, ainda mais naquela época onde isso era tão levado em conta, não poderiam ficar juntos.

O problema pra mim foi quando chegou ao século XXI. Isso do casal se apaixonar à primeira vista, além de sentirem que já se conhecem de algum lugar, essa conexão instantânea não me convence muito, fora que dentro do grupo havia uma menina sensitiva que também via que tinha algo estranho entre os dois, o local que os cercava e que tudo estava conectado muitos anos antes, é um tanto clichê.

Não me simpatizei com as personagens atuais, Sérgio é muito bonzinho e inocente para um jovem que está quase virando adulto e Glória não transmite simpatia, sendo muito inocente, medrosa e apática, diferente de Sancho e Guiomar, que tem atitudes mais vivas, intensas e que tem coragem para lutar. Os amigos do casal do antigo século também têm características muito mais marcantes do que os amigos do jovem casal dos tempos modernos.

A forma que a história ia se desenrolando entre o passado e o presente foi bastante fácil de entender, mesmo que a linguagem antiga fosse bem utilizada e escrita, ainda sim bem entendível e muito bonita na minha opinião.

Enfim, o livro como um todo é bastante interessante pelo fator histórico porém não me agradou. Demorou pra leitura me prender e acabou me prendendo só mais ao final mesmo, estava sentindo quase que lendo como obrigação. O final é bastante clichê e o que realmente salva de tudo é Sancho e Guiomar, e a Cordeluna que eu acreditava ser o fator mais importante da história, pra mim, só serviu como um elo e para um desfecho, mas teve sua verdadeira importância diminuída.

No geral considero o livro apenas aceitável.

Até mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s